Dia de Santo Ivo, o padroeiro dos advogados

Esta sexta-feira, 19 de Maio, assinala-se o dia de Santo Ivo, padroeiro dos advogados.

Nascido no seio de uma família da pequena nobreza marcadamente cristã a 7 de Outubro de 1253, na Bretanha, França, recebeu o nome de Yves Helouri de Kermatin. Aos 14 anos foi enviado para a célebre Universidade de Paris, onde estudou Artes Liberais e Teologia. Mais tarde, foi para Orleães, onde se especializou em Direito Civil e Direito Canónico, voltando posteriormente para a sua terra natal.

Após ter concluído os seus estudos em Direito, assumiu funções como magistrado eclesiástico, lutando pelas causas da verdade e da equidade, com fidelidade à oração e ao trabalho. Foi Juiz Episcopal na cidade de Rennes, capital do Ducado da Bretanha, e depois em Tréguier, perto da sua terra natal. Cabia-lhe julgar todo o tipo de litígios, processos matrimoniais, contratos e heranças (exceto processos crime).

Paralelamente à sua acção como magistrado, Yves pôs a sua sabedoria e riqueza ao serviço dos numerosos pobres, inaugurando verdadeiramente um serviço de assistência judiciária e assim se transformando também em advogado dos fracos, dos miseráveis, dos órfãos e das viúvas, a quem passou a defender nos tribunais seculares da Bretanha e até no Parlamento em Paris.

Pregando, orientando, consolando, escutando, reconciliando, decidindo, distribuindo o seu dinheiro aos pobres, atendendo os doentes, edificando uma casa para abrigar os abandonados, levando à sepultura os mortos, Yves granjeava uma cada vez maior admiração entre os seus contemporâneos. À sua clientela ensinou ainda os rudimentos da religião e a ler e a escrever.

Foi canonizado pelo Papa Clemente VI em 1347, quarenta e quatro anos após a sua morte, ocorrida em 19 de Maio de 1303, e o seu culto alastrou-se rapidamente da Bretanha a toda a Europa. Sepultado na Catedral de Tréguier e declarado santo patrono da Bretanha, era já no Século XVI particularmente venerado na França, na Alemanha e em Portugal.

Em Maio de 2003, o Papa João Paulo II, proferiu uma mensagem no VII centenário do nascimento de Santo Ivo. Dessa extensa mensagem, podemos retirar que os valores propostos por Santo Ivo conservam uma actualidade surpreendente: a Europa dos direitos humanos deve fazer com que os elementos objectivos do direito natural permaneçam no fundamento das leis positivas.

O dia 19 de Maio, data da sua morte, ficou para sempre assinalado em muitos países como o Dia do Advogado, sendo comemorado com a realização de diversas cerimónias oficiais.

Fonte: OA | Santos e Beatos Católicos

, ,

Comments are closed.